nova postagem

Loading...

quarta-feira, 2 de julho de 2014

APOSENTADO DE MG GUARDA NOTA AUTOGRAFADA DA IMPLANTAÇÃO DO PLANO REAL !!!!

No 'aniversário' do Plano Real ele mostra a cédula conservada na carteira.

FHC, na época ministro da Fazenda, fez a primeira troca na cidade.


Adilson Gonçalez mostra a nota autografada por FHC (Foto: Filipe Martins/ G1)    Adilson Gonçalvez mostra a nota autografada por  FHC.

 “Eu troco de carteira, mas não me desfaço da nota”, disse o aposentado Adilson Gonçalvez que há 20 anos guarda uma cédula de R$ 5, trocada em uma agência do Banco do Brasil em Poços de Caldas (MG) no primeiro dia da implantação do Plano Real no Brasil. E o ‘objeto’ tem mais valor do que aparentemente a moeda pode comprar: “Ela é assinada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que na época era ministro da Fazenda”, diz o aposentado.
Com saudade, ele lembra que guarda a nota desde o dia 2 de julho de 1994, data da implantação da então nova moeda. Ele diz que não pretende se desfazer dela. “Nenhuma carteira dura 20 anos, mas a nota dura e até mais que isso. Ela está datada daquele dia e é uma nota especial. Nunca encontrei alguém que tivesse algo parecido”, orgulhou-se.                                     "Jornal local noticiou o lançamento do Plano Real"
Jornal local noticiou o 'lançamento' do Plano Real em Poços (Foto: Filipe Martins/ G1)em Poços (Foto: Filipe Martins/ G1)
Aos 75 anos, ele contou que já viu a passagem de diversos planos econômicos no país, mas que está feliz com o Real.  “Eu sempre pergunto: qual outro plano que durou 20 anos? Nenhum! Ainda está longe do que gostaríamos, mas não temos mais tantos problemas com a inflação e a desvalorização. Antigamente tínhamos que ir no mercado no mesmo dia que recebíamos, porque no dia seguinte o salário já não valia mais nada”, lembrou.   Fernando Henrique Cardoso fez 1ª troca de moeda em Poços de Caldas.
No dia 1º de julho de 1994, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que na época respondia pelo ministério da Fazenda, fez a primeira troca da moeda em Poços de Caldas (MG). Em visita à cidade para campanha eleitoral – que terminou com a vitória nas urnas em outubro do mesmo ano – ele se dirigiu à antiga agência do Banco do Brasil, onde hoje está instalado o UAI e foi fotografado por jornais locais durante o ato.
Fernando Henrique Cardoso durante a troca da moeda em Poços (Foto: Gilberto Immese/Arquivo)Fernando Henrique Cardoso durante a troca da moeda em Poços  de  Caldas.xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx  FONTE:    G1  e   EPTV XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

ESTÁTUA DO REI PELÉ VESTE CAMISA DA SELEÇÃO PARA A COPA DO MUNDO, EM TRÊS CORAÇÕES (MG) !!!!!

               VISTA  AÉREA  PARCIAL  DE  TRÊS  CORAÇÕES.


A estátua do Rei Pelé na Rodovia Fernão Dias, em  Três Corações(MG), cidade natal do maior jogador de futebol de todos os tempos, foi literalmente vestida para a Copa do Mundo. Uma camisa gigante da Seleção Brasileira foi confeccionada para 'vestir o rei' durante o período do torneio. Na manhã desta sexta-feira (20), uma das pistas sentido São Paulo da rodovia foi fechada para a operação. 


Foi preciso um guindaste para colocar a camisa na estátua de mais de 12 metros de altura, e após cerca de uma hora e meia, Pelé 'vestia' o verde e amarelo da Seleção Brasileira.

O empresário Luiz André Borges teve a ideia da homenagem. "A minha esposa é tricordiana e eu tive essa ideia de fazer a homenagem. Vamos vestir a camisa no Rei Pelé! Representando todos os mineiros eu tive essa honra. Estou muito satisfeito como todo brasileiro apaixonado por futebol", conta.

As costureiras de uma confecção em Lavras (MG) foram responsáveis por fazer a enorme camisa que vestiria o rei. A peça tem 4 metros de comprimento por 3 metros de largura. 

Foram usados mais de 20 quilos de malha e o tecido foi reforçado para resistir ao tempo. "Usamos as medidas computadorizadas, que foram feitas em um programa 3D, de arquitetura mesmo, que pegou todas as medidas a laser, e depois passamos isso para o papel. E aí cortamos o tecido", explica o dono da confecção, Frederico Fuzzato.

Além da boa ideia, foi preciso o empenho de todos até chegar aos últimos retoques. O resultado traz orgulho para quem deu uma 'mãozinha' nessa grande homenagem. "O que a gente está fazendo é até pequeno perto do que realmente o rei merece e do que o Brasil inteiro está esperando", fala por todos a auxiliar administrativa da confecção, Jackni Marcie Santos.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
FONTE:   G1 SUL DE MINAS.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

HOMICÍDIOS AUMENTAM 43,1 % NO PRIMEIRO QUADRIMESTRE NO SUL DE MINAS !!!!!!!!!



Dados mostram que outras modalidades de crime também 

aumentaram.

Especialistas ouvidos pelo G1 apontam causas e possíveis soluções.


Dados da Secretaria de Defesa Social de Minas Gerais (Seds) mostram uma realidade preocupante para quem vive no Sul de Minas. De janeiro a abril deste ano, cresceram os registros oficiais de crimes violentos na região conforme levantamento feito pelo G1. Só o número de homicídios, por exemplo, aumentou 43,1% no primeiro quadrimestre deste ano em relação ao mesmo período do ano passado. Outros crimes como sequestro e cárcere privado, além de roubos e furtos, também apresentaram crescimento.


A boa notícia é a redução do número de estupros consumados. O índice caiu 30,9% comparando o primeiro quadrimestre deste ano com o mesmo período de 2013. Para o sociólogo Zionel Santana, que analisou os dados, o aumento nos índices de criminalidade na região está relacionado com a interiorização da economia.
  •  
Mapa mostra aumento da violência no Sul de Minas (Foto: Editoria de arte G1)
"A migração dos grandes centros econômicos para cidades menores é uma tendência. Junto com a ampliação das vagas de emprego e o progresso causado pelos investimentos na região, vem o aumento da criminalidade. O Sul de Minas tem aparecido em pesquisas como lugar de prosperidade. Os criminosos estão atentos a essas mudanças e têm como alvo cidades consideradas seguras onde o poder público, empresas e pessoas investem menos em segurança", diz o sociólogo.
Em relação aos homicídios, somente nos quatro primeiros meses deste ano os órgãos de segurança registraram 73 casos em todo o Sul de Minas, contra 51 do mesmo período de 2013. Assim como no ano passado, quando liderou a lista das cidades com 22 homicídios registrados, Passos (MG) é o município onde mais aconteceram crimes do tipo em 2014: 8.
Segundo o delegado Ismael Jerônimo Soares, titular da Delegacia de Carmo do Rio Claro(MG), o aumento da criminalidade em geral não deve ser motivo de alarde por parte da população, já que o Sul de Minas, segundo ele, é considerada uma das regiões mais pacíficas de Minas Gerais.
"A Polícia Civil tem engendrado mecanismos para coibir o crescimento da criminalidade, principalmente utilizando a estatística criminal e a repressão contra autores recorrentes no Estado. É possível observar que muitos crimes são praticados por uma pequena parcela de autores contumazes, os quais têm despertado especial atenção dos órgãos responsáveis pela Segurança Pública do Estado", diz o delegado.
CARMO RIO CLARO."VISTA PARCIAL.    PONTE QUE VAI A CARMO R.C
Outros crimes que apresentam crescimento na região conforme os números oficiais são os de "sequestro e cárcere privado" e "roubos e furtos consumados". O primeiro, apresenta aumento de 28,5% nos primeiros meses deste ano em relação a 2013. Foram nove ocorrências contra sete do mesmo período do ano passado. Já os roubos e furtos cresceram 26,8% neste período. Foram 1.152 ocorrências até abril contra 908 do mesmo período de 2013.   Maior cidade é destaque negativo   Poços de Caldas é o maior município do Sul de Minas com uma população estimada em 161.025 habitantes, conforme dados atualizados do IBGE. Por ser a maior cidade, também acaba ficando nos holofotes quando o assunto é índice de criminalidade. Em 2013, o município liderou a lista negativa de crimes cometidos na região como estupros (16) e roubos consumados (283). Neste ano, conforme os dados da Seds, ainda lidera no quesito furtos e roubos, também conhecido como danos ao patrimônio. Das 1.152 ocorrências registradas até abril, 135 foram no maior município da região.
VISTA PARCIAL AÉREA DE POÇOS.  TELEFÉRRICO.   CHAFARIS.
Segundo o sociólogo Zionel Santana, os números mostram um contraste sobre o que a população espera do município.Em fevereiro deste ano, um balanço da Seds já apontava um aumento de 70% no número de crimes violentos em Poços de Caldas no ano de 2013 em relação a 2012. O número saltou de 190 ocorrências em 2012 para 329 no ano passado. Por conta disso, foi criada na cidade a 18ª Companhia de Missões Especiais para o combate aos crimes violentos. O objetivo dessa companhia, segundo a polícia, é realizar trabalho preventivo e fazer o patrulhamento ostensivo pelas ruas da cidade.
"Poços de Caldas, por exemplo, cidade turística, aonde os visitantes vem em busca de tranquilidade, lidera ranking de roubos,  furtos consumados e estupros. O consumo de drogas e o envolvimento de menores com o crime podem ser apontados como principais causas", diz o sociólogo.
Assim como em 2013, Passos lidera ranking de homicídios em 2014 (Foto: Arquivo Cedoc EPTV)Assim como em 2013, Passos lidera ranking de homicídios em 2014 (Foto: Arquivo Cedoc EPTV)
Segundo os especialistas ouvidos pelo G1, a solução para o combate e a consequente redução desses números está em políticas direcionadas a jovens e adolescentes e também para a segurança preventiva.
"Algumas alternativas podem ser traçadas. Políticas governamentais voltadas para segurança pública preventiva e a melhora do aparato policial para elucidar os crimes e punir os responsáveis e a ampliação de políticas públicas direcionadas para crianças e adolescentes que são mais vulneráveis ao modelo sócio-político-econômico vigente, impedindo que se tornem precocemente reféns do crime", diz o sociólogo Zionel Santana.
"A Polícia busca prevenir crimes ministrando palestras na rede de ensino e utilizando a imprensa, além da própria investigação de qualidade que leva à prisão os criminosos, o que acaba por dissuadir os pretensos autores da intenção de praticar novos crimes. Entretanto, por mais eficiente que seja um policial, ele precisa de informações da população. O povo deve participar da segurança pública contatando a Polícia caso testemunhe fatos de interesse policial, e sempre tendo em mente que o anonimato é garantido, de modo que o denunciante jamais é exposto durante as investigações", conclui o delegado Ismael Soares.
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXFONTE:   G1  e  EPTV  XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX